12.11.15

A aleatoriedade dos meus sonhos claramente justifica as minhas ocasionais atitudes de estúpida

Hoje de manhã sonhei que estava num restaurante quando, de súbito, reparei que na mesa ao lado estava sentado a jantar o Clint Eastwood. Fiquei histérica (sendo o meu histerismo algo previsivelmente comedido: os meus membros congelam e as minhas costas ficam subtilmente escorregadias, mas a minha cara permanece no seu estado sério-enjoado do costume). Pensei no que lhe poderia dizer. Não era pessoa para lançar um mortalmente aborrecido adoro os seus filmes!, por isso conformei-me com uma opção honesta e disse-lhe não fui ver o Million Dollar Baby ao cinema, mas mais tarde, com alguma relutância, vi-o em casa e chorei como uma madalena de 3 anos que acabou de deixar cair o gelado ao chão e de levar um pontapé na canela do irmão mais novo. Ele sorriu e deixou-me tirar uma foto com ele, em que eu sorria descontroladamente de testa e queixo luzidios.

Momentos depois estava a sonhar que tinha fungos em forma de pequenos morangos que me nasciam por todo o corpo. Assim que acordei, fui pesquisar "morangos fungos" no telemóvel (graças a deus só apareciam morangos com bolorzinho, tudo alheio ao corpo humano). Só me recordei desta parte hoje à tarde quando pesquisava qualquer outra coisa. Brrrggg.

1 comentário:

em cê disse...

muito bom! uma vez também sonhei que encontrei o jack white no lidl e fomos para minha casa ouvir músicas no youtube e eu quis mostrar-lhe uma banda que ela não conhecia e quando carreguei no play começou a tocar algo muito pimba / david carreira. acordei e estava a dar uma dessas músicas na minha rua numa daquelas colunas de som que há nas festas de verão nas aldeias.

uma vez, também sonhei que um cavalo andava atrás de mim e queria comer-me as pestanas.

true story.